Projecto Multifilme

MultiFilme é a expressão utilizada para nomear um projecto experimental desenvolvido pelo autor no âmbito da sua tese de Mestrado em Estudos Cinematográficos da Universidade Lusófona, o qual se propõe cruzar parâmetros da linguagem cinematográfica com os recursos da produção digital e das tecnologias de computação, no intuito de explorar uma nova fronteira de criação artística e comunicacional pela intersecção de cinema e new media.

Inversamente à estratégia de produção fílmica convencional, a que corresponde um único filme cujo final cut foi determinado para ser visto pelo colectivo de espectadores, os filmes produzidos através do sistema MultiFilme privilegiam a proliferação de versões e a exibição individualizada.

Também diversamente da criação de obras duráveis, o conceito MultiFilme produz obras efémeras. Porque ao invés da exploração da obra, privilegia a exploração da experiência.

O mesmo filme é mostrado de perspectivas diversas, com multiplicação de personagens e cenas, permutações narrativas, diferentes arranjos de enredo, etc., introduzindo uma dimensão suplementar e inédita na experiência de ver cinema, em que as digressões na direcção da história podem suscitar-se pelo menos tão interessantes quanto seguir o fio condutor narrativo tradicional.

Do ponto de vista do espectador manifesta-se a experiência de um espectáculo cinematográfico renovado; de um filme indefinidamente revisitável que por isso proporciona diferentes fruições, e em razão proporcional ao que de sugestivo as cambiantes expressivas podem acrescentar como sobreposição de efeitos perante a interpretação do observador.

Na perspectiva do realizador abrem-se novas oportunidades para prolongar a relação do espectador com cada objecto fílmico criado, por via da multiplicidade de visionamentos que admite a reconfiguração do filme a partir de uma base de dados extensível e actualizável.

A iniciativa MultiFilme procura aproveitar as oportunidades suscitadas pela actual tendência de expansão das modalidades de apresentação cinematográfica para espaços de exibição individualizada, que acompanha a disseminação das tecnologias de comunicação digital por múltiplos terminais de acesso, fixos e móveis.

Essa conjuntura de fruição de objectos fílmicos em contextos informais, adaptada às conveniências de cada espectador, está a suscitar novos paradigmas de cinefilia alternativos à sala de cinema tradicional.

Nesse enquadramento, a Internet tem vindo a consolidar-se como plataforma universal para distribuição de conteúdos abertos, pelo que se afigura o meio que oferece melhores perspectivas para a difusão pública de VOYEUR, uma obra destinada ao visionamento individual, que assim se torna virtualmente acessível a qualquer espectador em todo o mundo, a partir de qualquer ponto de acesso online, disponível 24 horas por dia e sem prazo de exibição limitado, o que não tem paralelo em qualquer outro meio de exibição tradicional.

Claim
Copyright info separador Projecto Multifilme separador contactos separador facebook